segunda-feira, 14 de setembro de 2015

Volta às aulas

Bom dia minha gente,
 
Já estou no volta às aulas e nem falei das férias né? As vezes eu me enrolo por aqui e não consigo atualizar o blog tanto quanto eu queria. Mas vou escrever aqui sobre nossa última viagem de férias que foi também uma forma de comemorarmos o aniversário do trio! Meu Deus, nem do aniversário eu falei!!! Afffff não, essa não passará batido. Postarei sobre o aniversário e depois sobre a nossa maravilhosa viagem à Paris e essas crianças surtadas na EuroDisney. rsrs
 
O que vou falar hoje também é importante e tá fresquinho na minha cabeça, quero contar logo! ;-)
 
Então que após contados 74 dias de férias, hoje foi o retorno às aulas e eu como eu contei aqui, ano novo, tudo novo. Eles passaram para o primeiro ano, mudou a unidade da escola, mudaram os colegas, professoras, enfim, tem aquela ambientação de novo, mas agora com um empecilho a menos: o idioma já dominam.
 
Na escola materna, onde eles estavam, era bem flexível, Podia chegar de 8 às 9, sendo que 9 fechavam os portões, era uma unidade menor e acabamos que nós entravamos na escola, falávamos com todos e a qualquer hora seriamos atendidos. Na escola elementar eu não sabia de nada. Em nenhum momento me disseram NADA!
 
Tudo que recebi foi um email confirmando a inscrição na escola e dizia qual escola era. Guardei o nome e pronto. Fui na secretaria umas 3 vezes durante as férias para mais informações, mas eles falaram que um dia ia sair a lista com a relação das turmas e que eu deveria esperar. Eu não gosto de surpresas. Por mim, me planejo sempre com antecedência. Eu perguntava: mas eu não sei o que tenho que comprar, preciso de uma lista de material... Depois de muito insistir, eles me disseram que os livros eu deveria solicitar em qualquer livraria pois pra série deles, são todos iguais e eles fazem sob encomenda. Fui na livraria e solicitei. Anotaram meus dados e mandaram eu aguardar o chamado. Já o primeiro dia de aula e nada! Imagina que para uma pessoa ansiosa isso é uma tragédia né?
 
Tá bom, fiquei de passar lá assim que os levassem na escola para ter notícias. Acordei cedo e falei: estarei às 8 na escola, se for 8:30 já estarei lá de qualquer forma. Quero chegar cedo pra ter acesso à professora e perguntar tudo a ela. Se eles lancham na escola, se eu devo mandar o lanche, qual hora devem chegar e sair da escola, se tem algum material além dos livros, que devo comprar, enfim, duvidas normais mas que eu não queria ficar sem saber.
 
Ah, no dia que disseram que sairia a relação da turma, eu fui e vi: tinha apenas o nome da escola, a seção e o nome deles no meio de outros nomes que seriam o dos colegas. Eu, preventivamente, fui por conta própria descobrir onde era aquela escola que foi atribuída a eles. Descobri e fiquei mais tranquila. Mas... Aguardem até o final do post...
 
Comecei já pegando um mega engarrafamento no caminho da escola. Não consegui estacionar. Parei o carro no meio da rua como tantos outros. Desci do carro e tive a impressão de estar no Maracanã pra assistir a um Vasco x Flamengo. Fiquei assustada. Os portões ainda fechados.
 
8:30 os portões abriram e as crianças começaram a entrar. Sem os pais. E eu? Como assim gente? É o primeiro ano deles, eles não conhecem a escola, nem os colegas, nem os professores, como vão achar a turma certa? Aí perguntei e senhora da escola disse que o primeiro ano seria 9h. Fui dar uma volta e voltei 8:40. Estacionamento vazio, fiquei mais tranquila e me restou esperar.
 
Enquanto isso Natália começou a se queixar de dor de barriga, o que normalmente por aqui significa vontade de ir no banheiro... Falei que daqui a pouco entraríamos. Daí ela vomitou. Decidi que ela ficaria comigo em casa, mas de qualquer forma, tínhamos que deixar os irmãos. Daí puseram uma caixa de som do lado de fora e foram chamando os alunos ´calouros´ um por um no microfone, todos aplaudiam, alguns choravam e não queriam entrar, alguns pais também choravam e todos tiravam fotos... Eu estaria curtindo tudo isso se não estivesse com uma criança vomitando no meu pé enquanto a torcida do Vasco x Flamengo assistiam a uma cobrança de pênalti! Tinha muita gente e todos tumultuados.
 
Eu já estava suando frio, porque já imaginava eles chamando o Rodrigo no microfone, ele surtando e saindo correndo (porque ele não é dado a holofotes) e eu acudindo a outra passando mal e eu suja e fedida... Que situação. E essa não foi a pior parte!
 
Chamaram uma cacetada de aluno da turma A... Depois uma cacetada da turma B... e acabaram e eu me dei conta que só sobramos nós... Eu sabia que a nossa era E, mas não sabia que não iam chamar. Como poderia saber? Uma confusão dos pecados? Daí a mulher perguntou de onde eles eram e eu falei: deveria ser aqui, mas eles são da turma do integral... Ela pediu desculpas mas disse que o integral não era ali, se não haviam me avisado. Eu disse que não, mas também não importava mais, queria ir para o lugar certo e sair dali o quanto antes! Mas já eram 9:40!!! :-(
 
Voltei pro carro e segui caminho, sorte que era pertinho. Cheguei atrasada, não sei como foi a recepção por lá, mas no final consegui o que queria, me deixaram entrar (afinal só tinha eu), falei com a professora, me apresentei, tirei algumas das dúvidas e descobri que esse inicio não serão integrais como deveriam. Ficam ate 13:15 somente e pra compensar na carga horaria teriam aulas aos sábados. kkkkkk Ô gente, diante de tudo que passei, só pude rir! Que bom que é só até outubro.
 
Eu gostei mais da unidade da escola nova. É menor, mais perto de casa, mais simpática e melhor de estacionar. Por sorte a livraria onde encomendei os livros era do lado. Passei lá e haviam chegado. E quantos! Que isso gente? Uns dez livros didáticos para cada um? Oxi... não me lembro disso na minha época não.
 
Melhor parte: De grátis! Por conta da Comuna (como se fosse a prefeitura). Eles me dão uma espécie de boleto que eu levo pra escola, eles assinam, eu devolvo e a comuna ressarce a livraria. Eu só pago se eu perder os livros.
 
13h voltei pra busca los. Que pena que não levei o celular! Vocês não fazem ideia da confusão. Não dá pra explicar! kkkk Os pais não entram, eles que saem no jardim da escola e os pais vao tomando a frente do portão conforme fosse vendo seu filho, mas no meio da multidão, isso era bem difícil. Saí de lá 13:40 pra vocês terem noção. Dessa vez me diverti.
 
Natália já está bem, amanhã deve ir normalmente. E eu aproveito pra perguntar mais um pouquinho, porque eu sou dessas! Um beijo a todos e até a próxima novidade! 

3 comentários:

Nanda Scandura disse...

Nossaaaa! Que aventura! Que confusão. Eu já estava suando frio só de ler. Rs mande mais novidades sobre a escola em breve! Estou curiosa para saber como foi e o que as crianças acharam!

Marcia M L disse...

Paola, que loucura! Sem saber como "as coisas escolares" funcionam, aí! Parte muito boa: gratuidade do material!
E Natália? Ficou bem? Pode ser ansiedade dela. Com minha sobrinha, Érica. acontecia quase a mesma coisa. Aguardo novos relatos. Nos atualize, OK?
Férias. Paris. Disney. Vovó Agatha. Tudo, tudo! Bj

Érika Scandura disse...

Ri litros nessa parte: "Eu estaria curtindo tudo isso se não estivesse com uma criança vomitando no meu pé enquanto a torcida do Vasco x Flamengo assistiam a uma cobrança de pênalti!".
KKKKKKKKKKKK
Que aventura mesmo! Você tem história para contar!rs